Home
essa@ipb.ptMapa do SiteMini-URLIPB
 

Designação do projeto | AgeNortC – Envelhecimento, Participação Social e Deteção Precoce da Dependência: Capacitar para a 4ª Idade

Código do projeto | POCI-01-0145-FEDER-023712

Objetivo principal | Analisar aspetos do envelhecimento bem-sucedido na meia-idade e terceira idade, partindo de uma definição de envelhecimento bem-sucedido baseada na participação/envolvimento social da população com mais de 55 anos.

Regiões de intervenção | Norte e Centro

Entidades beneficiárias | Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC); Instituto Politécnico de Bragança (IPB); Instituto Politécnico de Coimbra (IPC); Câmara Municipal de Viana do Castelo (CMVC)
   

Investigador responsável do projeto| Alice Bastos, Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC-ESEVC)

Subcoordenadores a nível local| Carla Faria, Instituto Politécnico de Viana do Castelo; Helena Pimentel, Instituto Politécnico de Bragança; Sofia Silva, Instituto Politécnico de Coimbra

Data de aprovação | 24-05-2017
Data de início | 24-08-2017
Data de conclusão | 22-11-2018
Custo total elegível | 133.943,22€
Apoio financeiro da União Europeia | FEDER 113.851,74€


Objetivos:
O projeto AgeNortC – Envelhecimento, participação social e deteção precoce da dependência: Capacitar para a 4ª idade procura examinar aspetos do envelhecimento bem-sucedido na meia-idade e terceira idade no sentido de reunir indicadores para deteção precoce da dependência. A participação social (envolvimento em atividades comunitárias), enquanto elemento favorecedor do sucesso no envelhecimento, é um dos vetores centrais deste estudo.

Atividades:
O projeto AgeNortC é um estudo multicêntrico e multimétodo. Decorre simultaneamente em Viana do Castelo, Bragança e Coimbra (envolvendo todas as instituições de ensino superior politécnico que atualmente ministram formação de base em Gerontologia) e prevê o recurso a metodologias de investigação de natureza quantitativa e qualitativa.
Numa primeira fase, o projeto prevê a realização de um estudo comparativo envolvendo cerca de 300 participantes, com idades compreendidas entre os 55 e os 84 anos e a residir na comunidade. A amostra compreenderá dois grupos: 1) 150 pessoas que participam em atividades orientadas para os mais velhos promovidas pelas Câmaras Municipais dos municípios envolvidos no estudo; 2) 150 pessoas que não participam nestas atividades, emparelhadas com as anteriores em termos de género e grupo etário. Nesta etapa do projeto, a recolha de dados será concretizada através da aplicação de um protocolo de avaliação gerontológica multidimensional focado em dimensões biopsicossociais do envelhecimento: aspetos sociodemográficos, participação social, capacidade funcional na vida diária, rede social, estratégias de gestão da vida, bem-estar psicológico, satisfação com a vida e qualidade de vida.
Numa segunda fase, serão concretizadas entrevistas a “casos extremos” (5% dos indivíduos com os valores mais baixos e 5% dos indivíduos com os valores mais elevados em termos de estratégias de gestão da vida). Serão levadas a cabo entrevistas semi-estruturadas para exploração de temas centrais ao longo do ciclo de vida, tais como família, trabalho, lazer e educação. As entrevistas serão gravadas, transcritas e analisadas.

Resultados Esperados:
Identificar as características pessoais/contextuais que levam ao envelhecimento bem-sucedido, bem como conhecer as dinâmicas subjacentes ao processo adaptativo de envelhecer. A eventual observação dos participantes do projeto ao longo dos próximos anos permitirá acompanhar a entrada na 4ª idade (80+ anos), período de maior vulnerabilidade, marcado por um aumento da frequência das dependências (física e mental) e de processos demenciais.
Os resultados deste projeto de investigação serão divulgados no seio da comunidade científica, sob a forma de dissertações de mestrado, artigos científicos e através da realização de uma conferência internacional. Paralelamente, serão transmitidos às comunidades locais, mediante a realização de fóruns comunitários. Para além disso, será ainda produzido um manual de boas práticas para o desenvolvimento de políticas e ações promotoras do envelhecimento bem-sucedido, com base na participação/envolvimento social, destinado a autarquias, associações ou outras organizações da comunidade e profissionais direta ou indiretamente envolvidos no trabalho com pessoas mais velhas.

- Documento final - Capacitar para a 4ª Idade Manual de Práticas de Base Comunitária



CookiesAccept

Atenção: este site utiliza cookies. Ao navegar estará a consentir a sua utilização.
Para saber mais consulte a nossa política de privacidade

Compreendo e aceito.
Avenida D. Afonso V - 5300-121 Bragança | Tel.: (+351) 273 330 950 | Email.: essa@ipb.pt